Banner_CanaS.A_633x73


» Newsletter

» Tempo

» Meio Ambiente


Pastagem e eucalipto:

PMA do MS autua advogado por desmatamento acima do que permitia a licença ambiental.


18/04/2018 às 14:27
IMG-20180418-WA0024

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Campo Grande autuou ontem (17), um advogado em R$ 1.530,00, pelo desmatamento de 1,53 hectares em sua chácara, localizada no município de Rochedo. A autuação ocorreu dentro da operação Cervo-do-Pantanal de combate e prevenção ao desmatamento.

Os policiais verificaram no local, que havia uma licença ambiental para o desmatamento de 9,96 hectares, porém, o proprietário rural desmatou 11,49 hectares acima do permitido. A atividade verificada por imagem de satélites e as medidas tomadas com uso de GPS ocorrera há algum tempo e já havia pastagem e eucalipto no local. As atividades foram interditadas

O Infrator, um advogado de 77 anos, residente em Campo Grande, responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. O fazendeiro foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

OPERAÇÃO CERVO-DO-PANTANAL 

A vistoria faz parte da operação Cervo-do-Pantanal. Nesta operação, a PMA recebeu 594 vistorias de possíveis desmatamentos ilegais levantados por imagem de satélites, a maior parte na bacia do rio Paraguai e algumas na bacia do Paraná, pelo Núcleo de Geoprocessamento (NUGEO) do Ministério Público Estadual (MPE). O Comando da PMA acredita que até o mês de junho, todas as vistorias tenham sido efetuadas.



» Comentários

Etanolhotel 10